sexta-feira, setembro 30, 2005

Einstein - ciclo de colóquios na Gulbenkian

Em 1905 Einstein publicou 4 artigos que revolucionaram a Física estando na base de todo o desenvolvimento da Ciência do séc. XX. Falavam sobre a teoria do efeito fotoeléctrico, a teoria do movimento browniano e a teoria da relatividade restrita.
A revolução desencadeada por estes trabalhos foi tal que hoje gozamos no nosso dia-a-dia dessa ruptura com a Física anterior: computadores, televisores, telemóveis, viagens no espaço, biotecnologia...compreensão actual da origem e evolução do Universo.

Na Gulbenkian, Auditório 2, sempre às 18 horas, gratuitamente, vamos poder usufruir de uma série de colóquios:

6 de Outubro - EINSTEIN - O HOMEM E A ÉPOCA
Ana Simões, Carlos Fiolhais,Rui Mário Gonçalves e Carlos Matos Ferreira.

12 de Outubro - MAIS RÁPIDO, MAIS DENSO, MAIS INTENSO: NA FRONTEIRA DOS LASERS
Luís Oliveira e Silva

19 de Outubro - EM BUSCA DAS GALÁXIAS PERDIDAS
José Manuel Afonso

27 de Outubro - ARTE E CIÊNCIA: CONVERSA EM TORNO DE UMA OBRA DE ARTE
Nuno Crato, Nuno Faria, José Brandão, João Paulo Feliciano e João Graça

2 de Novembro - UMA BREVE HISTÓRIA DO UNIVERSO
Carlos Herdeiro

9 de Novembro - AS FORÇAS DA NATUREZA
João Paulo Silva

16 de Novembro - E=mc2: ENERGIA DO NÚCLEO ATÓMICO
Duarte Borba

23 de Novembro - SINAIS DO CÉREBRO:DA BIOFÍSICA À FISIOLOGIA DA CONSCIÊNCIA
Fernando Lopes da Silva

30 de Novembro - O MISTÉRIO DA FORMA DAS PROTEÍNAS
Patrícia Faísca

7 de Dezembro - ESTADOS ESTRANHOS DA MATÉRIA:CONDENSADOS DE BOSE-EINSTEIN
Margarida Telo da Gama

13 de Dezembro - 2010, A NANOSPACE ODYSSEY
Harold Kroto

Espero sinceramente encontrar-vos lá.
Um abraço

quarta-feira, setembro 28, 2005

ECLIPSE ANELAR DO SOL

A não perder:
a 3 de Outubro de 2005.

Em Lisboa, de grandeza 0,87. Com começo às 8 h e 38 m, com a maior fase às 9 h e 53 m e fim às 11 h e 17 m.

OBRIGATÓRIO:
comprar óculos para eclipses na farmácia (cerca de 1 euro).

Leiam aqui

segunda-feira, setembro 26, 2005

Luis Amado doutrinário.

O EXÉRCITO É A SALVAGUARDA ÚLTIMA DA AUTORIDADE DO ESTADO.

Isto foi afirmado pelo Ministro da Defesa, Luis Amado, embevecido com a recente utilização do Exército Estado-Unidense na situação pós-Katrina em Nova Orleães.

Dentro da mesma senda de confusão de ideias, tratou de baralhar o papel da Defesa com a da Segurança, ou pior, sobrepor o papel da Defesa ao da Segurança.

Para este doutrinador, a defesa das fronteiras contra a entrada de um exercito invasor parece não fazer parte das preocupações de um Ministro da Defesa Nacional.

Mais preocupado está Luís Amado com o papel que o Exército pode desempenhar dentro das fronteiras. A situação interna e a possivel desmobilização da polícia tira-lhe mais o sono.

Quando a podridão do Poder está à vista, Luís Amado sobressalta-se com a selvajaria de que o Povo ingrato é capaz. Não está no Governo para eliminar as más praticas instaladas (mais uns tantos deputados com reformas que poucos capitalistas conseguem, que mal tem isso, não é?). Está no Governo para garantir a sobrevivência do Estado, ainda que seja contra os cidadãos.

Caro Luís Amado: se Felgueiras eleger uma presidente indiciada por crimes, certamente irá culpar os eleitores. Que trinta anos de falta de transparência do aparelho de Justiça tenham dado origem ao maior descrédito, não interessa. Talvez uma intervenção oportuna do Exército reponha a autoridade perdida.

Antes de parafrasear Augusto Pinochet, faça o favor de fingir - é o mínimo que lhe posso pedir - que tem assento num Governo eleito.

sábado, setembro 17, 2005

A propósito dos diamantes

Embora o carbono constitua apenas 0,09% da massa da crusta terrestre é um elemento fundamental da matéria viva como todos sabemos. Este facto resulta da sua capacidade única de formar cadeias longas com mais de 50 átomos e anéis muito estáveis com 5 ou 6. Esta possibilidade tem a ver com a configuração electrónica de cada átomo de carbono e é responsável pela existência de milhões de compostos orgânicos em que os átomos de carbono se ligam a outros de hidrogénio, oxigénio, azoto e halogéneos.

No entanto, também ocorre na Natureza não combinado com outros elementos sob a forma de grafite e de diamante. Estes diferem entre si na estrutura ( modo de disposição dos átomos no espaço) e, consequentemente, nas propriedades físicas e químicas, sendo alótropos por essa razão.

A grafite é um sólido macio, quase negro e com brilho metálico embora não seja um metal. Por ser boa condutora de electricidade é usada como eléctrodo em pilhas. Porque é um material macio é utilizado como lubrificante ou mistura-se com argila para fazer as minas dos lápis.

Por seu lado, o diamante formou-se no interior da Terra, a grandes profundidades, a partir da grafite. As altas pressões a que esta foi sujeita, lá bem abaixo "dos nossos pés", modificaram-lhe a estrutura e surgiu numa forma mais pura de um sólido transparente, muito duro, devido às ligações fortíssimas existentes entre os seus átomos.

Ora, quando os diamantes são extraídos da Terra e ficam sujeitos à pressão atmosférica normal ( cerca de 1 atm) tendem a regressar à sua forma original ( grafite) porque são pouco estáveis.
Não se assustem, no entanto, os possuidores de diamantes pois o processo de transformação ( ou regresso à forma mais estável) demora milhões de anos a dar-se. Mas... acaba por acontecer...

É caso para perguntar:
- Será que vale a pena comprar diamantes para os deixar como herança aos nossos bi...tri..tetra...netos?

quinta-feira, setembro 01, 2005

Ema Simone


A Ema Simone nasceu no dia 31 de Agosto de madrugada apenas com a ajuda da enfermeira que estava presente. Com os seus três quilos e meio e o seu nariz de batata (dizem as más línguas que sai ao pai) deixou os pais e os avós completamente babados. Vamos ver se com dois filhos consigo continuar a escrever alguma coisa aqui no Ferrao.org.


hits: