sexta-feira, abril 20, 2007

Felizmente há chuva!



Oiço estas bátegas de água no telhado e sinto-me vivificada, leve, feliz, relaxada!
Não consigo compreender como há gente,( que eu sou gente também!), que se exaspera porque a chuva lhe estragou o penteado, ou porque o dia nasceu cinzento!
Num país de tanto Sol, tão necessitado de água, isto é uma benção, não sei se dos céus se das próprias núvens.
As plantas ressequidas agradecem, de certeza, este tempo, e nós agradecemos às plantas o oxigénio que elas exalam. Sem ele não existimos!
As imagens dos objectos que me circundam transpiram humidade, vejo o vapor de água a subir, a retornar à atmosfera, e isso deixa-me contente. Depois, há a quebra da rotina e nós precisamos de quebrar rotinas para não empedrenirmos, num país que não troveja quase, em que se aceita o inaceitável, em que a pequena corrupção, o pecadilho, começa por baixo, em que se diz: "como é possível?" e não se mexe uma palha para mudar nada. Venham os relâmpagos, os trovões, os pingos grandes e pequenos de água, o granizo, seja o que for, mas oiça-se outra música que é esta que estou a ouvir!...

Etiquetas:

2 Comentários:

At 14:30, Anonymous Marta Sales disse...

E que venham mais!

Esta terra está a precisar mais para ficar verde!

Beijos

 
At 00:40, Blogger Jorge Ferrão disse...

Gotas!
Gotas!
Gotas....

 

Enviar um comentário

<< Home


hits: