quinta-feira, novembro 08, 2007

Fausto Bordalo Dias - "O que a vida me deu"

Fausto Bordalo Dias
Oi Fausto! O que a vida te deu, o que a vida me deu, o que a vida nos deu! É sempre uma surpresa, ninguém sabe o que nos sai na rifa. Mas não nos podemos queixar.
Gosto dos teus poemas e melodias e não me esqueço das serenatas que tu, e outros colegas nossos do Liceu de Nova Lisboa, nos fazias, às raparigas do lar. Não podíamos abrir as janelas, pelo regulamento, mas toda a gente espreitava e ouvia, deleitada.
Nunca tive oportunidade de te agradecer, nem no baile de finalistas, creio. Faço-o agora. Sorrio ao lembrar-me da alegria que nos proporcionaste.
Obrigada Fausto. (M.R.)

Get this widget | Track details | eSnips Social DNA


Som - Lusofonias
Imagem - Obvious

Etiquetas: , , ,

2 Comentários:

At 09:28, Blogger José Ferrão disse...

Não levaste nenhuma das moças para casa, mas deixaste ficar a tua memória gravada.

 
At 20:23, Blogger Eduardo Guerreiro disse...

Sempre andaste, academicamente, um ano avançado em relação a mim. Eras o "terror" das garotas! Foste o 1º a receber um beijo "de cinema" no corredor do rés-do-chão, em 1965, já não me lembro do nome da "artista"...

 

Enviar um comentário

<< Home


hits: