quarta-feira, junho 11, 2008

Ramsey Clarck - Pela impugnação de Bush

Ramsey Clark
A impugnação não é uma questão política. A impugnação é um dever constitucional. É o único poder e a mais elevada obrigação que a Constituição outorga ao Congresso para manter, proteger e defender a Constituição dos Estados Unidos da América quando o Presidente, o Vice-Presidente e outros funcionários superiores dos Estados Unidos cometem traição, subornos ou outros actos de alta criminalidade ou delitos em geral.

De forma deliberada, falsa e sistemática, George Bush induziu em erro o Congresso e o povo americano quanto aos actos mais criminisos, ruinosos e prejudiciais desta administração, conduzindo-nos à guerra, perdas trágicas de vidas humanas, devastando o Iraque, gastando biliões de dólares em despesas militares, despedaçando a economia que levará décadas a recuperar, assaltando despoduradamente a Carta dos Direitos (Bill of Rights), promovendo um desastre humanitário internacional, o antagonismos entre os povos e entre as nações que antes se relacionavam, em geral, amistosamente e agravando o assalto à qualidade do ambiente na Terra.

Em 5 de Junho de 2008, um relatório de 170 páginas - longamente protelado por cinco anos - da Comissão especial do Senado sobre a espionagem concluiu por unanimidade que o Presidente Bush, o Vice-Presidente Cheney e outros funcionários superiores produziram acusações falsas e sistematicamente exacerbaram - para além do que era justificável face às provas fornecidas pelos serviços de espionagem - os perigos representados pelo Iraque. A Comissão foi composta tanto por democratas como por republicanos.

Hoje o Presidente Bush usa todo o seu poder e influência para obter o apoio da Europa, de Israel e de outros países para um ataque ao Irão, o que planeia fazer nos restantes meses do seu mandato. O Irão é maior que o Iraque e o Afganistão, tem milhões de habitantes, não foi atingido por qualquer guerra recente e lutará ferozmente se for atacado. George Bush negoceia uma presença militar permanente no Iraque, colocando os Estado Unidos da América nas fronteiras do Irão.

Os próximos presidentes dos EUA estão condenados a desgastarem-se em guerras iniciadas por Bush e a nossos recursos económicos estão condenados a serem consumidos em despesas militares.

A impugnação, uma obrigação constitucional, é a única maneira de impedir que George Bush e a sua cabala alastrem as guerras desastrosas que já infligiram ao mundo e ao povo americano. A Casa dos Representantes deve considerar com urgência que as razões para a impugnação foram largamente excedidas e o Senado deve preparar-se para levar Bush à barra do tribunal, tal como o Vice-Presidente Cheney e outros funcionários implicados.

Ramsey Clark
10 de Junho de 2008
publicado por Impeach Bush


Em 9 de Junho de 2008, Dennis Kucinich apresentou ao congresso 35 artigos acusatórios que justificam a impugnação do Presidente George W. Bush.

Etiquetas: , , ,

2 Comentários:

At 14:55, Blogger JPG disse...

É de facto curioso que uma "cacha" destas não tenha tido repercussão em qualquer TV... do mundo.

 
At 18:37, Blogger António Chaves Ferrão disse...

JPG
Obrigado pelo comentário. Não sei se deveríamos chamar a isso "pluralismo" da imprensa :)
Dá para ver até que ponto as instituições democráticas são inconvenientes nos dias que correm.

 

Enviar um comentário

<< Home


hits: