segunda-feira, julho 14, 2008

Ellen Nakashima - Liga o iPhone, toda a gente saberá onde estás

iPhone

O lançamento do iPhone assinala a sofisticação crescente da indústria dos telefones celulares e dos dispositivos portáteis, mas levanta igualmente novas questões de privacidade. O iPhone combina funções de localização (GPS) com (pesquisas de) a internet por forma a identificar a posição do portador e mostrar os pontos de interesse próximos. Estas capacidades e a informação que geram podem ser usadas por publicistas para estudarem a colocação de anúncios, centros comerciais para atrair consumidores, delegados de seguros para ajustar prémios ou pais para saberem dos filhos. Contudo, muitos utilizadores poderão não se dar conta de que, ao partilharem esta informação, estão a criar registos permanentes nos operadores de telefones móveis, nos fornecedores de serviços da internet ou nos departamentos da polícia e de que a informação precisa da hora e lugar onde estiveram ficará à disposição de terceiras partes.
"Há uma barreira entre as nossas vagas impressões de que podemos ser observados e o conhecimento preciso de quem e quando alguém estará efectivamente a observar-nos, com que finalidade o faz e qual a extensão dos meios técnicos disponibilizados pelos operadores",
segundo o professor de ciências jurídicas Jennifer Urban da Universidade da Califórnia do Sul.

(Resumo mais completo em inglês aqui)


Ellen Nakashima in When the Phone Goes With You, Everyone Else Can Tag Along
publicado por Washington Post em 12 de Julho de 2008

Etiquetas: ,

4 Comentários:

At 00:31, Blogger Raposa Velha disse...

Muito bem observado. Lá terei que o citar no Fliscorno :-)

E que dizer do chip das matrículas automóveis? A ler n'O Insurgente dois artigos muito interessantes:
O admirável mundo dos ‘chips’

 
At 10:08, Blogger Alberto Velez Grilo disse...

Concordo que será uma invasão de privacidade...

Mas, se reparar, não é só com o iPhone...

Não se está já a pensar implantar um "Chip" nos bebés quando nascem?

Para onde caminhamos?

 
At 10:31, Blogger António Chaves Ferrão disse...

raposa velha
Interessante o artigo d'O Insurgente

Alberto Velez Grilo
Caminhamos para onde quisermos. O Estado, somos nós que o fazemos.

 
At 23:32, OpenID educar disse...

Ainda bem que tenho um velho Nokia sem sequer cartão de memória.

 

Enviar um comentário

<< Home


hits: