terça-feira, janeiro 06, 2009

Pela vida dos palestinianos

Guerra em Gaza

Etiquetas: , , ,

5 Comentários:

At 14:41, Blogger Ana Camarra disse...

O QUE SE PASSA EM GAZA É UMA VERGONHA PARA A HUMANIDADE!

Beijos

 
At 21:13, Blogger Nelson Reprezas disse...

O QUE SE PASSA EM GAZA É UMA VERGONHA PARA A HUMANIDADE!

Eu também acho. Ainda hoje um grupo de humanos (esquisitos mas, ainda assim, humanos...) foi lançar rockets para uma escola apinhada de gente. E funcionou. Os telejornais estão fartos de noticiar que os israelitas mataram criancinhas que estavam numa a escola.

 
At 21:17, Blogger Nelson Reprezas disse...

António Ferrão
Olha, se for pouca gente o Daniel de Oliveira do Bloco tem umas fotos porreiras de israelitas a manifestar-se pela mesma causa em Telaviv (raio de país vergonho que até deixa os seus próprios cidadãos manifestarem-se contra a guerra que eles próprios travam e não os prendem nem nada...). Que ele aliás já utilizou para ilustrar a manif de ontem no Largo de S. Domingos.

 
At 21:25, Blogger Nelson Reprezas disse...

António, só mais esta.
Tens aqui um exemplo maravilhoso da forma como esta gente resolve os problemas deles. No caso, um grupo de guerrilheiros do Hamas a tratar da saúde de um grupo da Fatah. Talvez cheirassem mal dos pés. Ou tivessem mau hálito, vá-selá saber.
Boa gente, como vês, esta que suscita e merece um grande movimento de apoio na manifestação do dia 8. Vê o vídeo até ao fim. Vale a pena.

 
At 21:36, Blogger António Chaves Ferrão disse...

Ana
Dentro das possibilidades de cada um, cabe-nos contribuir para pôr fim a esta matança.
Bjs

Nelson
Antes do mais, os meus parabéns por já poder tratar-te pelo nome próprio na blogosfera. Assim, estamos iguais: sem máscara. Como eu gosto e penso que todos devem fazer, desde que deixou de existir polícia política em Portugal.
Quanto ao resto, Nelson, não creio que se possa reduzir a uma questão de contrapôr fotografias dos dois lados. O boicote à entrada de produtos alimentares imposto pelo estado de Israel à faixa de Gaza (pequeno pormenor do cartaz que te passou despercebido), durou todo o tempo do cessar-fogo. À luz da Carta das Nações Unidas, é um acto de guerra; os sofrimentos que arrasatm são semelhantes aos da guerra.
De qualquer forma, obrigado pela visita. Volta sempre.

 

Enviar um comentário

<< Home


hits: